Letra de

Academia do Salgueiro

Alcione

Salgueiro, ô, salgueiro
Teu padroeiro é o próprio são sebastião
Estende o manto sobre o rio de janeiro

Um dia uma estrela acendeu
Uma escola nasceu
Um dia, então todo povo correu
Todo mundo entendeu
Que o samba estava formando uma academia
Foi o salgueiro que desceu em romaria
Fazendo a sua entrada triunfal
No grandioso Panteon do carnaval

Salgueiro-chorão
Teu lamento corta os ares
Teus sambas de glórias jamais esquecerei
Navio negreiro quilombo dos palmares
E a história de Xica da silva e Chico-Rei

Ô, ô, ô, ô, ô, ô, ô

Salgueiro, ô
Tu sempre estarás brilhando
Porque todo coração vermelho e branco
É metade lua e metade sol
Salgueiro, ô
Quando entras na avenida
És a aurora que ilumina nossa vida
Nas belas manhãs de carnaval

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Academia do Salgueiro de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.