Letra de

As Forças da Natureza

Alcione

Quando o sol
Se derramar em toda a sua essência
. . .Desafiando o poder da ciência
. . . Pra combater o mal

E o mar
Com suas águas bravias
. . .Levar consigo o pó dos nossos dias
. . .Vai ser um bom sinal

Os palácios vão desabar
. . . Sob a força de um temporal
E os ventos vão sufocar
. . . O barulho infernal

Os homens vão se rebelar
. . .Dessa farsa descomunal
. . .Vai voltar tudo ao seu lugar
. . .Afinal

Vai resplendence
. . .Uma chuva de prata do céu vai descer, lá, lá, iá
O esplendor da mata vai renascer
E o ar de novo vai ser natural

Vai florir
Cada grande cidade o mato vai cobrir, ô, ô

Das ruínas um novo povo vai surgir
E vai cantar afinal
As pragas e as ervas daninhas
As armas e os homens de mal
Vão desaparecer nas cinzas de um carnaval

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música As Forças da Natureza de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.