Letra de

Canto das Três Raças

Alcione

Ninguém ouviu
Um soluçar de dor
No canto do Brasil

Um lamento triste
Sempre ecoou
Desde que o índio guerreiro
Foi pro cativeiro
E de lá cantou

Negro entoou
Um canto de revolta pelos ares
No Quilombo dos Palmares
Onde se refugiou

Fora a luta dos Inconfidentes
Pela quebra das correntes
Nada adiantou

E de guerra em paz
De paz em guerra
Todo o povo desta terra
Quando pode cantar
Canta de dor

Ôh ôh ôh ôh ôh ôh,
Ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh

Ôh ôh ôh ôh ôh ôh,
Ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh ôh

E ecoa noite e dia,
É ensurdecedor
Ai, mas que agonia
O canto do trabalhador

Esse canto que devia
Ser um canto de alegria
Soa apenas
Como um soluçar de dor

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Canto das Três Raças de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.