Letra de

Conto de Areia

Alcione

É água no mar……é maré cheia , ô
Mareia, ô……mareia, é água no mar!
É água no mar……é maré cheia, ô
Mareia, ô……mareia

Contam que toda a tristeza que vem da Bahia
Nasceu de uns olhos morenos, molhados de mar
Não sei se é conto de areia, ou se é fantasia
Que a luz da candeia lumia pra gente cantar
Um dia a morena enfeitada de rosas e rendas
Abriu seu sorriso de moça e pediu pra dançar
A noite emprestou as estrelas bordadas de prata

E as águas de amaralina, eram gotas de luar
Era um peito só……cheio de promessa, era só
Era um peito só……cheio de promessa, era só
Quem foi……que mandou o seu amor…..se fazer de canoeiro
O vento que rola nas palmas……arrasta o veleiro
E leva pro meio das águas……de Iemanjá
E o mestre valente vagueia
Olhando pra areia sem poder chegar, adeus amor!
Adeus……meu amor não me espera
Porque já vou-me embora
Pro reino que esconde o tesouro……de minha senhora
Desfia colares e conchas……pra vida passar
E deixa de olhar pros veleiros
Adeus meu amor, eu não vou mais voltar
…..Foi Beira-Mar…….foi Beira-Mar quem chamou
…..Foi Beira-Mar, ê ê……foi Beira-Mar

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Conto de Areia de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.