Letra de

Corpo Fechado

Alcione

Ajoelhei no congá pra te esquecer
Acendi vela pra Deus me iluminar
Fui na Bahia fazer um canjerê
Num cortejo de fé andei no mar

Nem te conto as bocadas que zuei
Com tanta promessa de dor pra cumprir
Entre umas e outras eu fumei
Me entoquei, num cafofo em Acari

Na cachoeira de noite, me banhei
Pra lavar teu perfume barato, que ficou
Nem sei mais quantas bocas beijei
Em quantas madrugas molhei meu cobertor

Ainda bem que vovó saravô
Ainda bem que vovó saravô
Minha vó é show de bola
Aprendeu lá em Angola
Encontrou meu corpo aberto e fechou

Ainda bem que vovó saravô
Ainda bem que vovó saravô
Minha vó é show de bola
Aprendeu lá em Angola
Encontrou meu corpo aberto e fechou

Não tô mais na tua cola
Tirei meu pé da argola
Não tem caô

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Corpo Fechado de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.