Letra de

Não Me Entrego a Mais Ninguem

Alcione

Você não sabe como foi
Notar que teu olhar não era meu
E ver que foi em vão o amor
Que em mim viveu

Você não sabe como foi
Difícil duelar com a emoção
E alforriar de uma vez
Teu coração

Madrugada luz acesa
E em mim uma chama
Que pouco a pouco vai ter que apagar
Essa minha natureza
Me faz tao covarde
Cadê a coragem pra recomeçar

Guardei todas essas lembranças
No meu canto do armário pra não machucar
Usei toda a minha arrogância
Ao teu lado na cama pra não te esperar

Maaas, quando lembro do teu beijo
Ai
Me consome esse desejo vaaai
Vai batendo um desespero
De te amar

Dominou meus pensamentos
Feito folha ao vento
Foi pra não voltar
Diz então porque teu corpo
Ta fazendo falta

Me afogando no meu quarto
Choro as lembranças que você deixou

Não me entrego a mais ninguém
Melhor sofrer de amor

Madrugada luz acesa
E em mim uma chama
Que pouco a pouco vai ter que apagar
Essa minha natureza
Me faz tao covarde
Cadê a coragem pra recomeçar

Maaas, quando lembro do teu beijo
Ai
Me consome esse desejo vaaai
Vai batendo um desespero
De te amar

Dominou meus pensamentos
Feito folha ao vento
Foi pra não voltar
Diz então porque teu corpo
Ta fazendo falta

Me afogando no meu quarto
Choro as lembranças que você deixou

Não me entrego a mais ninguém
Melhor sofrer de amor

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Não Me Entrego a Mais Ninguem de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.