Letra de

Sabiá Marrom

Alcione

Céu vem pro palmeiral
Flor fundo de quintal
No pé de araçá
A sabiá desceu,
Andou, voou, voltou
Ei sabiá marrom
Não canta nesse tom
Pode alguém gostar, do teu cantar
Ai vão te engaiolar.

Gorjeia disfarça tua canção
Ponteia arranja um outro refrão, a toua
E voua pra qualquer lugar até primavera
Gorjeia mas canta um canto banal
Ponteia ou faça como pardal: te cala
Até que um dia no pomar você possa outra vez cantar
Como eu cantei, menestrel cantou.

Não canta tanto amor
Podem escutar
O teu cantar, eu sei
Que vão te apedrejar
A vai, voa e vê se traz
Um sol de outros quintais
Sábia sabiá
Retorna e diz pra mim
Onde mora a paz.

Gorjeia disfarça tua canção
Ponteia arranja um outro refrão, a toua
E voua pra qualquer lugar até primavera
Gorjeia mas canta um canto banal
Ponteia ou faça como pardal: te cala
Até que um dia no pomar você possa outra vez cantar
Como eu cantei, sabiá marrom
Não canta nesse tom
Pois se alguém achar
Teu canto bom sei lá.

Sabiá marrom,
Sabiá marrom, sabiá marrom.

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Sabiá Marrom de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.