Letra de

Solo de Piston

Alcione

Eu às vezes paro numa esquina do tempo
E deixo o pensamento ir visitar o passado
Volto a caminhar nas ruas de São Luís
Ah, meu Deus, aquilo sim
Era ser feliz

Corro novamente pelas ruas descalça
Ouço antigas valsas das serestas de então
Cada vez mais fundo eu vou no meu devaneio
Saudade que me veio lá do Maranhão

Volto à minha escola e à bruxinha de pano
Ao jogo de bola
E sou criança outra vez
Sob a batuta do meu velho no coreto
Toco na pracinha um dobrado e um minueto

Passo pela praça e minha turma me espera
Mas minha quimera dura pouco
Como tudo o que é bom
Então eu volto outra vez à realidade
E pra matar minha saudade
Eu faço um solo de piston

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Solo de Piston de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.