Letra de

Tristeza, Pé No Chão

Alcione

Dei um aperto de saudade no meu tamborim
molhei o pano da cuíca com as minhas lágrimas
dei meu tempo de espera para a marcação, e cantei
a minha vida na avenida sem empolgação

Dei um aperto de saudade no meu tamborim
molhei o pano da cuíca com as minhas lágrimas
dei meu tempo de espera para a marcação, e cantei
a minha vida na avenida sem empolgação

Vai manter a tradição
vai meu bloco tristeza e pé no chão
Vai manter a tradição
vai meu bloco tristeza e pé no chão

Fiz um estandarte com as minhas mágoas
usei como destaque a sua falsidade
do nosso desacerto fiz meu samba-enredo
no velho som da minha surda dividi meus versos

Vai manter a tradição,
Nas platinelas do pandeiro coloquei surdina
marquei o último ensaio em qualquer esquina
manchei o verde-esperança da nossa bandeira
marquei o dia do desfile para quarta-feira

Vai manter a tradição,

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Tristeza, Pé No Chão de Alcione assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.