Letra de

A Filha

Armandinho

Quando me da uma louca
Eu saio pra rua pra beijar na boca
Numa calça desbotada e a cabeça virada
Pra chamar a atenção de você, só de você…

Eu nunca saio da linha
Só saio sozinha não tenho ninguém
Mamãe as vezes reclama
Que eu não vou pra cama com alguém

Ela não sabe a filha que tem
Ela não sabe a filha que tem

Quando me da uma louca
Eu saio pra rua pra beijar na boca
Numa calça desbotada e a cabeça virada
Pra chamar a atenção de você, só de você…

Quando se sente o que sente
Se for diferente tem sempre um porquê
Mamãe as vezes reclama
Mas essa semana eu vou ter que dizer

Que ela não sabe a filha que tem
Ela não sabe a filha que tem

mama mama mama mama mamama mamamama
mama mama mama mama mamama mamamama

Quando me da uma louca
Eu saio pra rua pra beijar na boca
Numa calça desbotada e a cabeça virada
Pra chamar a atenção de você, só de você…

Eu nunca saio da linha
Só saio sozinha não tenho ninguém
Mamãe as vezes reclama
Que eu não vou pra cama com alguém

Ela não sabe a filha que tem
Ela não sabe a filha que tem

mama mama mama mama mamama mamamama
mama mama mama mama mamama mamamama
mama mama mama mama mamama mamamama

Ela não sabe a filha que tem
Ela não sabe a filha que tem
Ela não sabe, ela não sabe a filha que tem
Ela não sabe a filha que tem

mama mama mama mama mamama mamamama
mama mama mama mama mamama mamamama
mama mama mama mama mamama mamamama

Ela não sabe a filha que tem…

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música A Filha de Armandinho assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.