Letra de

A Curva da Cintura

Arnaldo Antunes

A curva da cintura
Vai pra lá
A beira da cadeira
Vem pra cá
Deixa a onda chegar
Bem devagar

A perna da menina
Quer mexer
E a neblina
Vai umedecer
Deixa a seiva correr
Bem devagar

O dia nasceu
Amadureceu
A fruta caiu
Semente cresceu

Mar e areia
Sempre a se beijar
E a folha da palmeira
A balançar
Deixa a onda chegar
Bem devagar

O rabo da sereia
Quer mexer
Seu rebolado
Quer me enlouquecer
Deixa a seiva correr
Bem devagar

A noite desceu
E se ofereceu
Estrela caiu
Semente cresceu

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música A Curva da Cintura de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.