Letra de

Autonomia

Arnaldo Antunes

O que eu queria, o que eu sempre queria
Era conquistar a minha autonomia.
O que eu queria, o que eu sempre quis
Era ser dono do meu nariz.

Os pais são todos iguais
Prendem seus filhos na jaula
Os professores com seus lápis de cores
Te prendem na sala de aula.

O que eu queria…

Ia pra rua, mamãe vinha atrás.
Ela não me deixava em paz.
Não aguentava o grupo escolar,
Nem a prisão domiciliar.

O que eu queria…

Mas o tempo foi passando.
Então eu caí numa outra armadilha,
me tornei prisioneiro da minha própria família,
Arranjei um emprego de professor,
Vejo os meus filhos, não sei mais onde estou!

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Autonomia de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.