Letra de

Coração de Mãe

Arnaldo Antunes

Trinta e poucos anos ou mais
Um tremor discreto na voz
Unhas de esmalte lilás
Nos dedos das mãos e dos pés

Nuvens passam tão devagar
Nos cabelos cor de avelã
Quando fala sinto exalar
Sua língua doce hortelã

Não vou te deixar na mão
Nem vou te deixar a pé
Prêmio de consolação
Faz de mim o que quiser

Eu tenho um coração de mãe…

Quando se debruça no bar
Os seus olhos cruzam os meus
Me convida para dançar
Vai embora e não diz adeus

Salto alto no meio-fio
Madrugada já quase dia
Nenhum taxi passa vazio
Posso te fazer companhia

Não vou te deixar na mão
Nem vou te deixar a pé
Prêmio de consolação
Faz de mim o que quiser

Eu tenho um coração de mãe…

E depois de um ano ou um mês
Aparece triste, abatida
Para me ferir outra vez
Para eu lhe curar a ferida

Trinta e poucos anos ou mais
Um tremor discreto na voz
Unhas de esmalte lilás
Nos dedos das mãos e dos pés

Não vou te deixar na mão
Nem vou te deixar a pé
Prêmio de consolação
Faz de mim o que quiser

Eu tenho um coração de mãe…

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Coração de Mãe de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.