Letra de

Ela É Tarja Preta

Arnaldo Antunes

Quando ela chega de bandeja muito sem noção
Abala o baile, em cada cara o queixo cai no chão
Quando ela suge de lambuja dentro do salão
Nem o doutor percebe tanta contra-indicação
Vai subindo na cadeira e rebolando no balcão do bar
Remexendo na gaveta essa capeta separando o par
A galera se excita e palpita: Quem vai encarar?
Quero ver, agora quero ver quem vai chegar
Ela é tarja preta
É tarja preta
É tarja preta
É tarja preta
Tem que ter receita
É tarja preta
É tarja preta
Pode fazer mal pra você

Ela é uma princesa cinderela bela encantada
Dando bola para todo mundo mas ninguém faz nada
Nega quer confete, periguete do conto de fada
Para alguém desencantar
Mas enfeitiçou o namorado de outra namorada
Que ficou ali no fim da festa meio abandonada
Se descontrolou, se embriagou não quis saber de nada
Foi pedir satisfação, saiu dando porrada mas
Ela é faixa preta
É faixa preta
É faixa preta
É faixa preta
Tem que ter receita
É tarja preta
É tarja preta
Pode fazer mal pra você

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Ela É Tarja Preta de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.