Letra de

Fazendinha

Arnaldo Antunes

Comprei uma fazendinha em Avaré
Criava porco e plantava milho e café
Coçava o saco e fazia cafuné
Na cabeça da minha galinha garnisé

Oi vida boa, na fazendinha
Era leite quente pras crianças
e pra nós caminha

O pintinho passava piando feliz da vida
E os burros relinchavam pedindo comida
Dona Sinhá passeava distraída
No meio dos campos floridos de margarida

Oi vida boa, na fazendinha
Era leite quente pras crianças
e pra nós caninha

Todo dia eu via passá a fia do seu Zé
Coberta de sarna, piolho e bicho do pé
Ia no chiqueiro só pra ver o meu porcão
Ele era tão gordo, entalava no portão

Oi vida boa, na fazendinha
Era leite quente pras crianças
e pra nós caninha

Mas um dia os corvos bicaram toda plantação
As espigas ficaram peladas sem nem um grão
Tomei prejuízo, fiquei sem nenhum tostão
E hoje a fazendinha é só recordação

Oi vida boa, na fazendinha
Era leite quente pras crianças
e pra nós caminha

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Fazendinha de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.