Letra de

Jogo Sujo

Arnaldo Antunes

Com a dama escondida na manga
O mundo me chamou pra jogar
Vítima de tal esperteza
Pus a vida na mesa e resolvi jogar
Apostei no risco
Paguei e não vi
Morri na praia
E além de morrer, sofri
Mas se da vida nada se leva
Restava ainda um sonho pulsante
Chamei a dama do baralho
Fiz dela o meu atalho
E minha carta amante
Não quis nem saber
E a vida arrisquei
Pra mim o que importa
Foi a dama que eu ganhei
Todo jogo que se preza
De alegria ou de dor
Só vale se ele for honesto
Com o seu jogador
Se na selva o pássaro canta
Jamais vai ser porque ele voa
E sim porque se sente livre
Pro jogo do amor
Mas se ele perde
Pro seu predador
Feliz ele foi
Pelo menos enquanto jogou

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Jogo Sujo de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.