Letra de

Morro, Amor

Arnaldo Antunes

Morro, amor
Todo dia eu sei que vou morrer de ti
E que amanhã de novo eu estarei aqui
Pra não cicatrizar essa ferida
Até aonde a morte nos permita
Morro, amor
Morro, amor
Morro, amor

Morro, amor
Todo dia eu sei que vou morrer de amor
Como se diz morrer de rir ou de calor?
Mas sei também que o amor um dia morre
Contra todo amante o tempo corre
Morre o amor
Morre o amor
Morre o amor

Morre o amor
Driblando esse destino nosso amor se faz
A cada sol a pino eu peço um dia a mais
Pra não acreditar na despedida
Até aonde nos levar a vida
Morro, amor
Morro, amor
Morro, amor

Morro, amor
No palco de um teatro, no hall, no saguão
No quarto de um apartamento ou num portão
Num brinde, numa brincadeira sem razão
Não há como blindar um coração

Pra não acreditar na despedida
Até aonde nos levar a vida
Morro, amor
Morro, amor
Morro, amor

Morro, amor
No palco de um teatro, no hall, no saguão
No quarto de um apartamento ou num portão
Num brinde, numa brincadeira sem razão
Não há como blindar um coração

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Morro, Amor de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.