Letra de

Nossa Bagdá

Arnaldo Antunes

Para os Novos Baianos

Todo dia na janela
Eu fico olhando para a nossa Bagdá
Recordando as muitas mil e uma noites
Que a gente passou lá

Bagdá, à beira do Tigre
Bagdá, a jóia do Eufrates, Bagdá
Bagdá, na Mesopotâmea
Bagdá, babel Babilônia, Bagdá

Quando na noite as sirenes
Começam a tocar
Antecipando as mil bombas
Que vão despencar

Eu me lembro
Dos ataques de outros tempos
Sobre a nossa Bagdá
Que porém não conseguiram destruí-la
Nem riscá-la do mapa

Bagdá, dos jardins suspensos
Bagdá, Simbad o marujo
Sherazade
Bagdá, da lua crescente
Bagdá, da água abundante,Bagdá
Bagdá, vizirs e califas
Bagdá, quarenta ladrões,e Ali Babá
Bagdá, Harum al Rachid
Bagdá, das mil livrarias, Bagdá

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Nossa Bagdá de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.