Letra de

Rua da Passagem (Trânsito)

Arnaldo Antunes

os curiosos atrapalham o trânsito
gentileza é fundamental

não adianta esquentar a cabeça
não precisa avançar no sinal

dando seta pra mudar de pista
ou pra entrar na transversal

pisca alerta pra encostar na guia
pára brisa para o temporal

já buzinou, espere, não insista,
desencoste o seu do meu metal

devagar pra contemplar a vista
menos peso do pé no pedal

não se deve atropelar um cachorro
nem qualquer outro animal

todo mundo tem direito à vida
todo mundo tem direito igual

motoqueiro caminhão pedestre
carro importado carro nacional

mas tem que dirigir direito
para não congestionar o local

tanto faz você chegar primeiro
o primeiro foi seu ancestral

é melhor você chegar inteiro
com seu venoso e seu arterial

a cidade é tanto do mendigo
quanto do policial

todo mundo tem direito à vida
todo mundo tem direito igual

travesti trabalhador turista
solitário família casal

todo mundo tem direito à vida
todo mundo tem direito igual

sem ter medo de andar na rua
porque a rua é o seu quintal

todo mundo tem direito à vida
todo mundo tem direito igual

boa noite, tudo bem, bom dia,
gentileza é fundamental

pisca alerta pra encostar na guia
com licença, obrigado, até logo, tiau.

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Rua da Passagem (Trânsito) de Arnaldo Antunes assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.