Letra de

Balada do Vaqueiro

Aviões do Forró

É da vaquejada prum bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
Whisky, Red Bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro

Mandei lavar meu carro, regulei meu paredão
Separei meus cavalos, quarto de milha, alazão
Peguei a minha cela, espora, luva e chicote
Coloquei o cavalo la encima do reboque
Já comprei a bebida, convidei a mulherada
Chegou o fim de semana eu vou partir pra vaquejada

É da vaquejada prum bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
Whisky, Red Bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro

É da vaquejada prum bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
Whisky, Red Bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro.

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Balada do Vaqueiro de Aviões do Forró assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.