Letra de

Caranguejo

Aviões do Forró

Vai…
Vai na paz e não volta jamais
Quem vive de passado é museu
Caranguejo é quem anda pra trás
Se não deu valor, então vai

Era um desejo
Com olhar intuitivo
Sonhos encubados de um amor proibido
Um tiro certeiro
Uma flecha atirada em meu coração
Ilusão, ilusão
De repente a gente
Se pegou num beijo escondidinho
E eu que estava bem
Transformei meu destino
Troquei meu certo
Por alguém que não me amava
Por uma ilusão
Sem noção uou uou…

Vai…
Vai na paz e não volta jamais
Quem vive de passado é museu
Caranguejo é quem anda pra trás
Se não deu valor, então vai

Vai na paz e não volta jamais
Quem vive de passado é museu
Caranguejo é quem anda pra trás
Se não deu valor, então vai

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Caranguejo de Aviões do Forró assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.