Letra de

Pai Dos Órfãos

Fernanda Brum

Deus, eu não sei, dizer o que sinto
Deus, eu não sei, escrever a canção
Sei esperar, eu sei orar, e sigo ouvindo
A tua voz, que nunca me abandonará

Tu és pai dos órfãos, desce e resgata-nos
Preciso de Ti outra vez
Amigo dos sem amigos, desce e visita-nos
Desce e resgata-nos, preciso de Ti outra vez

Quantas famílias choram agora
E quantos filhos clamam pelos seus pais
A nossa dor Deus já acolheu e trás na memória
E derramará vinho novo aos filhos de Deus

Tu és pai dos órfãos, desce e resgata-nos
Preciso de Ti outra vez
Amigo dos sem amigos, desce e visita-nos
Desce e resgata-nos, preciso de Ti outra vez

Tu és pai dos órfãos, desce e resgata-nos
Desce e visita-nos, preciso de Ti outra vez
Amigo dos sem amigos, desce e resgata-nos
Desce e visita-nos, preciso de Ti outra vez

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Pai Dos Órfãos de Fernanda Brum assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.