Letra de

Vinho e Pão

Fernanda Brum

Na mesa, o pão, o vinho também
No peito, uma dor, com aquilo que vem
De um lado, um sorriso, do outro, traição
Ele abençoa e parte o pão
E lava os pés daqueles fiéis
E mesmo o traidor recebe assim
Deu vinho e o pão ao invés de rancor
Lavou nossos pés e enxugou com a dor

Naquele partir estava todo o meu ser
Partido por mim e pelo meu viver
No vinho, o amor; no sangue, o perdão
Em seu meigo olhar, a minha salvação

Naquele partir estava todo o meu ser
Partido por mim e pelo meu viver
No vinho, o amor; no sangue, o perdão
Em seu meigo olhar, a minha salvação

Um hino cantou depois de cear
E era o louvor que vinha preparar
A maior canção cantada na cruz
Escrita na Ceia pelo meu Jesus

Naquele partir estava todo o meu ser
Partido por mim e pelo meu viver
No vinho, o amor; no sangue, o perdão
Em seu meigo olhar, a minha salvação

Naquele partir estava todo o meu ser
Partido por mim e pelo meu viver
No vinho, o amor; no sangue, o perdão
Em seu meigo olhar, a minha salvação

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Vinho e Pão de Fernanda Brum assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.