Letra de

Daquele Jeito

Maneva

É fim de tarde, eu tô daquele jeito
Sem pressa, bem calmo, direito
Tô devagar, eu tô sem maldade
Pirando, descalço, à vontade
Na calçada de casa, vendo a bola rolar
De longe observo você chegar
Cabelo ao vento, reparo no seu andar
Fico sem jeito,
Porque eu sei do seu preconceito
Com moleque maloqueiro
Que só quer pirar
Com moleque maloqueiro
Que só quer cantar
Perna doendo por causa do futebol
Olho vermelho por causa do sol
Sou moleque maloqueiro
Que só quer pirar
Sou moleque maloqueiro
Que só quer cantar
Perna doendo por causa do futebol
Olho vermelho por causa do sol
Sou moleque maloqueiro
Que só quer pirar

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Daquele Jeito de Maneva assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.