Letra de

Espetáculo Gratuito

Tribo da Periferia

Dormi no filme, e nem notei
Ó só quem me ligou
Mais faz um tempo que eu me acostumei
Há me acostuma com a falta do que ela me acostumou

Tipo aquele dia que você acorda
Com a cabeça cheia, e vergonha do espelho
Olha pro relógio e nada mais importa
Essa porra é foda, não adianta conselho não
Agora só faltou ela, com o jeito dela, com o cheiro dela

Quer saber, eu tô na kit, naquela mesma kit
Olhando da janela, o céu em contraste com a city
Liguei o som, lembrei dela aqui comigo
Com seu jeito de me beijar, sorrindo
Viajei nas fotos do meu celular
Até deletei, mais como não vou lembrar
Se ela tira o meu céu, ela tira o meu ar
E me deixar acordado, até depois de deitar
Ela tira a paz, me trás sorriso
Me tira a noção do que é fazer amor
E me deixa aqui, tão frágil e louco pra te ver
Me deixa aqui, tão dependente de você
Parei pra pensar, lembrei do cheiro dela
E fugi pro celular
Olhando aqui na tela “mó” vontade de ligar, sei lá
Nem vou saber o que falar
Vou dizer que, nunca mais vou fazer isso não
Vou dizer, você é a dona do meu coração
E se ela não acreditar eu vou trazer o sol
E escrever nossa história por todo verão

Tipo aquele dia que você acorda
Com a cabeça cheia, e vergonha do espelho
Olha pro relógio e nada mais importa
Essa porra é foda, não adianta conselho não
Agora só faltou ela, com o jeito dela, com o cheiro dela
Porra, e eu nem “tava” de Sodoma e Gomorra
Fui na socialzinha ali na vila, mais “tava” de boa
Só conversando atoa
“Cê” sabe o tempo voa
Era pra ter saído fora, na hora da garoa
Como é que explica essa mina é zika
Melhor da guerra é fazer as pazes
aí ela complica
“cê” tá perfeita, só o ciúme mata
Mais te acho muito linda, até quando é muito chata
Já sabe que me tem, mais vai ter troco
Assim como ninguém, eu sou mais um louco
Você me faz tão bem, meu bem com tão pouco
Mais se não for comigo, seu sorriso é dos outros
E no domingo a tarde, nós curtindo um som
Ela deitada de calcinha e blusa de moletom
Eu vim morder a maçã do chandon
Muito bom
Só faltou ela me sujar de batom
Vou voltar
Vou ver o filme outra vez
Mais tenta não dormir dessa vez
Então “vamo” ai outra vez
Que ainda são dez horas da manhã do chinês

Tipo aquele dia que você acorda
Com a cabeça cheia, e vergonha do espelho
Olha pro relógio e nada mais importa
Essa porra é foda, não adianta conselho não
Agora só faltou ela, com o jeito dela, com o cheiro dela

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Espetáculo Gratuito de Tribo da Periferia assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.