Letra de

Resistência

Zezé di Camargo e Luciano

Eu sou,
A resistência
Tudo que se move
Contra o sistema
A mãe que sobrevive sem comida na mesa
O solo do sertão
Que resiste a seca
Mato seco, seco
Mato seco, seco, a resistência.
O estudante que protesta
Trabalhador desempregado
Trabalhador, sem terra
O índio pedindo um trocado
O estudante que protesta
Trabalhador desempregado
Trabalhador sem terra
O índio que era dono hoje foi despejado

Um negro na África do sul
Um asiático na Europa
Um palestino em Israel
Um pacifista na Bósnia
Um negro na áfrica do sul
Um asiático na Europa
Um palestino em Israel
Um pacifista na Bósnia

Por favor preencha todos os campos.






Comentários

A música Resistência de Zezé di Camargo e Luciano assim como todas as outras encontradas aqui no Letraz, são de propriedade de seus respectivos autores e são divulgadas somente para fins educacionais, sendo vedada sua reprodução e cópias através de qualquer outros meios. (Lei 9610/98). All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.

© 2017 CONTTEUDO MEDIA GROUP, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.